Conselho Empresarial discute instalação de empreendimentos no Maranhão

conselho-empresarial_seinc_adriano-martins-2O Conselho Empresarial do Maranhão (Cema) se reuniu na sexta-feira (2), no Palácio dos Leões, para discutir assuntos relacionados a empreendimentos que vão se instalar no estado. As pautas, foram apresentadas pelo diretor executivo do Cema, o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Durante a reunião, representante da WPR, do grupo WTorre, expôs aos membros do Cema o status atual do projeto do terminal portuário da empresa que se instalará no Maranhão e do investimento da China Communications Construction Company (CCCC), conglomerado chinês de infraestrutura, equipamentos pesados, e serviços de dragagem, que terá participação no empreendimento.

Durante a apresentação, foi ressaltado o acordo firmado com o Governo de que mais de 90% da mão de obra, será maranhense. O grupo responsável pelo porto, destacou, ainda, a importância das Rodadas de Negócio do Programa ‘Maranhão Mais Produtivo’, tendo como âncora, a WPR, que resultou na apresentação de diversos produtos e serviços de empresas maranhenses.

“Um dos papeis do Conselho Empresarial é dialogar com a classe empresarial sobre os investimentos e iniciativas que possam gerar emprego, renda e desenvolvimento para o estado. Também ouvimos as demandas, e, juntos, debatemos e construímos soluções em comum”, disse o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Foram explanadas, também, as ações da cadeia da carne e couro, como a prospecção para a instalação da primeira indústria de processamento de carnes, do grupo Origine, na cidade de Estreito, no Sudoeste do Estado.  Com um sistema verticalizado de produção, ou seja, com o controle de todos os elos da cadeia produtiva até o consumidor final, o local terá capacidade de 800 abates/dia e o seu produto será destinado ao comércio exterior. Além das ações realizadas no município de Ribeirãozinho, que está recebendo uma série de cursos profissionalizantes para atender a demanda do polo coureiro, um dos maiores do país.

O Superintendente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio), João Torres, disse que esses novos empreendimentos representam geração de emprego e renda, e frisou que as discussões do Cema estão sendo muito positivas para todos.

“As demandas são muitas, pertinentes ao empresariado, e a gente acredita que esse conselho tem contribuído muito e perpassa por esse momento de dificuldades econômicas, dialogando para que possamos obter bons resultados para a economia, assim como para o nosso estado como um todo”.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), essa união de esforços é preponderante para que o Maranhão avance ainda mais. “É importante que se junte Poder Público e iniciativa privada, para que possamos mesmo que diante desse quadro de recessão nacional retomar ações, como o turismo. Estamos todos nós voltados para esse assunto, junto a um denominador comum, para o bem do nosso estado e da nossa cidade”, disse Edílson Baldez.

Homenagem

conselho-empresarial_seinc_adriano-martins-5Durante a reunião, o Conselho Empresarial homenageou a presidente da Associação Comercial do Maranhão Luzia Rezende, por sua atuação à frente da entidade. Luzia que está à frente a entidade por dois biênios seguidos, finalizando neste mês de dezembro, esteve presente em todas as discussões, desde a criação do Conselho.

“A gente vê que assuntos importantes para o nosso dia a dia, são tratados aqui no conselho e isso é importante, para inclusive atrair também novos negócios. Vimos aí a apresentação da WTorre e ficamos felizes por ver que eles estão bem avançados e que em breve eles estarão gerando renda e emprego para o nosso estado, é o que nós precisamos”,  destacou Luzia Rezende.

conselho-empresarial_seinc_adriano-martins-3