Seinc promove reunião inaugural da câmara setorial da cadeia de frangos

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e a Associação dos Avicultores do Maranhão (Avima), expandiram, nesta terça-feira (03), as atividades da Avicultura Industrial com a primeira reunião da Câmara Setorial do setor de frangos do Maranhão. Associações, bancos, cooperativas e instituições de ensino irão compor a estratégia para condução do desenvolvimento da cadeia produtiva.

A criação da Câmara Setorial contribui com políticas e ações mais efetivas para o segmento. Além disso, atua como instrumento para que produtores e poder público, juntos, possam combater os gargalos existentes. Na reunião inaugural, foram debatidas ações, propostas, demandas, futuras parcerias e como cada agente poderá participar de acordo com a atividade exercida dentro e fora do setor. As reuniões serão realizadas mensalmente, conforme o surgimento de demandas.

De acordo com Expedito Rodrigues, titular da Seinc, – que atuará como Secretaria Executiva do projeto – a iniciativa estimula o desenvolvimento. “A Câmara será uma estratégia importante para debatermos a melhoria do setor de frangos e, consequentemente, o incremento na cadeia produtiva da avicultura. São segmentos significativos para o Maranhão que precisam de atenção e a Câmara pode, claramente, proporcionar isso”, destacou.

O presidente da Avima, José Augusto Silva, que foi nomeado presidente, destaca que a criação da câmara setorial veio em um momento muito oportuno. “A Câmara sempre foi um desejo do setor, ela ajuda na discussão e resolução das nossas dificuldades. O poder público só nos mostra apoio com essa criação”, disse.

Na ocasião, o gerente de desenvolvimento territorial do Banco do Nordeste, Mauro Nascimento, apresentou oportunidades com a lei 13.606/2018 que concede vantagens para produtores rurais e agricultores familiares. “Temos muito interesse em estar reunidos com agentes que só tem a somar em pequena e grande escala. O Maranhão precisa se desenvolver cada vez mais e para isso, o Banco do Nordeste está oferecendo inovação tecnológica”, frisou.