“O Governo está fazendo a sua parte para consolidar o Maranhão como HUB de combustíveis”, afirma Simplício Araújo durante workshop

Temas como a logística de distribuição de combustível no Brasil, casos de sucesso e o ambiente, estrutura e os incentivos para a cadeia produtiva de combustíveis no Maranhão foram debatidos durante o ‘Workshop Maranhão Hub de Combustíveis’ promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), nesta segunda (1º), em São Luís.

Para Simplício Araújo, secretário da Seinc, o evento que destacou as potencialidades e perspectivas do mercado de combustíveis no Maranhão, viabiliza parcerias público-privadas, além de demonstrar que o Estado está à disposição para tratativas de novos investimentos e expansão dos já instalados no estado.

“O Governo está fazendo a sua parte para consolidar o Maranhão como HUB de combustíveis, precisamos mostrar o que estamos fazendo para impulsionar a cadeia, apresentar os investimentos que já foram atraídos e as perspectivas da ANP para o estado”, destacou Simplício Araújo.

Proferiram palestras, além do secretário da Seinc, Simplício Araújo, o gestor de Terminais de Granéis Líquidos, Sebastião Azevedo; o sócio fundador da Petronac Distribuidora, Joaquim Dias; o gerente comercial da Raízen Combustíveis, Bruno Barros; e o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Aurélio Amaral.

O secretário enfatiza que o papel do Estado é fazer com que as coisas aconteçam. “O Maranhão é a escolha da vez em muitos segmentos econômicos. Todos os movimentos do governador Flávio Dino são a favor do Estado. E esse workshop nos permite socializar a fim de que todos possam ajudar com integração e informação”.

O workshop reuniu gestores de governo, empresários, representantes de entidades empresariais, sociedade civil e estudantes e contou com a parceria da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio), do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Maranhão (Sindcombustíveis-MA) e da Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Porto do Itaqui

O Porto do Itaqui atualmente concentra o maior volume de importações de gasolina e diesel e conta com uma localização favorável para importações da Europa e Golfo do México.

Para Araújo, o Porto do Itaqui passou por grandes mudanças nos últimos anos. Segundo ele, parte delas se devem à administração do então presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, sendo fundamental para transformar o relacionamento do Porto com o Estado.

“Hoje o Porto do Itaqui busca ser proativo e dialogar com os produtores. Tínhamos um Porto que tinha R$ 65 mil de lucro a cada ano e, no primeiro ano da gestão de Ted Lago, tivemos R$ 45 milhões de lucro, o que se repete ano após ano. No ano passado batemos o recorde de exportação”, frisou.

Ted Lago reforçou a localização estratégica do porto, que contribui para atrair diversos investimentos. “Temos uma localização privilegiada, movimentamos mais de 1,6 toneladas de derivados de petróleo, além de estarmos expandindo o porto com um novo berço para graneis líquidos”, disse.

O Itaqui é o único porto público a possuir dupla certificação em gestão de qualidade, com a ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015. Recentemente, o porto somou mais de R$ 1 bilhão em investimentos privados e fechou o primeiro trimestre de 2019 com 4,3 milhões de cargas movimentadas.

Simplício Araújo acrescenta que “Estamos abertos para receber qualquer um que queira contribuir não apenas com esse segmento, mas com outros. É preciso investir no potencial do Maranhão”.