“Aqui estamos construindo o futuro”, afirma Simplício Araújo durante audiência do Orçamento Participativo em Pedreiras

Debater iniciativas e ações, ouvir as demandas e estabelecer um relacionamento democrático e transparente entre o Governo do Maranhão e a população do Médio Mearim foram alguns dos objetivos do secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, durante sua participação na segunda rodada do Orçamento Participativo, em Pedreiras, nesta terça-feira (4).

Ao longo das audiências, demandas prioritárias da população estão sendo discutidas, votadas e incorporadas ao documento final que vai nortear a utilização dos recursos no quadriênio 2020-2023, referentes aos setores de saúde, educação, infraestrutura, segurança, cidadania, economia solidária, habitação, saneamento, tecnologia, meio ambiente e outros que tem impacto no desenvolvimento de territórios que englobam os 217 municípios maranhenses.

Além de Pedreiras, integram a regional do Médio Mearim os municípios de Trizidela, Bernardo do Mearim, Capinzal do Norte, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Joselândia, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues, Lima Campos, Poção de Pedras, Santo Antônio dos Lopes, São Raimundo do Doca Bezerra e São Roberto.

No primeiro momento, Simplício Araújo participou de uma mesa com outras autoridades e disse estar à disposição da população. “É hora de nos unirmos”. O secretário contextualizou seu pronunciamento em três períodos – passado, presente e futuro – porque, segundo ele, “não temos como fazer nada na vida sem olhar para trás, sem trabalhar muito hoje e sem planejar o futuro”.

Entre oito propostas do Orçamento Participativo, quatro foram escolhidas pela população e serão colocadas na plataforma digital www.participa.ma.gov.br, onde a população poderá votar a cada ano. Os segmentos escolhidos pela região foram de injustiça social, cuidar do dinheiro público, infraestrutura e logística e desenvolvimento para todos.

Simplício Araújo destacou os investimentos da gestão atual, fazendo comparações de como era o Maranhão e de como se encontra hoje, além de pautar a Reforma da Previdência e a urgência de Justiça Tributária. “O momento atual é uma repetição de 2015, onde em todas as vezes que o governador Flávio Dino esteve na região, atendeu aos anseios da população, apesar das inúmeras dificuldades”, afirmou.

Pedreiras

O secretário explanou, ainda, o reflexo da soma de ações dos governos municipal, estadual e federal em Pedreiras. “Antes, 75% de todo recurso que circulava em Pedreiras era oriundo do setor público. Hoje, 60% é oriundo do setor privado. Ouve uma clara inversão, mas o custo continua o mesmo. No entanto, o governador Flávio Dino, com muita responsabilidade e comprometimento, tem feito uma brilhante gestão voltada para o povo do Maranhão”, frisou.

Orçamento Participativo

O Orçamento Participativo é um instrumento da democracia que permite ao cidadão debater assuntos sobre o território em que mora, escolhendo quais serviços e obras mais importantes a serem realizados em cada ano.

Simplício Araújo acredita que as audiências figuram como uma das discussões mais importantes para a vida das pessoas. “Aplaudo cada autoridade que esteve presente mas, mais ainda, cada uma das lideranças e pessoas que foram discutir, colocar suas ações e opiniões. Aqui estamos construindo e discutindo o futuro. Estamos, inclusive, deixando um ano de discussão para o próximo governador”.

De acordo com o professor Antônio Tavares, o projeto aproxima o Governo do Estado da população. “Aqui a população escolhe como o Governo vai aplicar as verbas públicas nos próximos anos. A sociedade está representada pelos seus governantes e acredito que não será um trabalho em vão e que [as propostas] serão cumpridas”.