Simplício Araújo reúne com Exército para agilizar obras da BR-135

Publicado em 6 de fevereiro de 2020.

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, reuniu com membros do Exército Brasileiro, nesta quinta-feira (6), para ouvir novas demandas referentes à recuperação da BR-135. O órgão deve iniciar o recapeamento de 17 km de um trecho da BR-135 que liga Bacabeira à ponte do Estreito dos Mosquitos nesta etapa.

A reunião teve por objetivo debater demandas referentes à infraestrutura de energia elétrica, disponibilidade de água e licenciamento. Os integrantes do 3º Batalhão de Engenharia de Construção pediram apoio do Governo do Estado para viabilizar água na base de apoio do Exército, em Bacabeira, onde 30 militares já estão executando os serviços de instalação da corporação. A alternativa mais debatida foi a perfuração de um poço na área.

“Nós somos muito agradecidos pela Seinc atender nossos pleitos e nos ajudar nas dificuldades”, destacou José Freire Júnior, comandante do 3º BEC de Picos. Além disso, a Seinc também ajudou nas instalações de energia elétrica da área. “Está praticamente toda concluída”.

O Exército também iniciou tratativas com a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) para debater possibilidades e avaliar a alternativa e sugestão mais viável para a perfuração do poço que, se concluída, poderá servir a comunidade local posteriormente.

Recentemente, a Seinc assinou termo de cooperação com membros do Exército, cedendo a antiga área onde seria instalada a refinaria Premium. Em 2019, a área passou por vistorias do Exército, Seinc e do departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).

Simplício Araújo acredita que, com o apoio do Governo, o processo será agilizado e o funcionamento da base, garantido. “A determinação do governador Flávio Dino é colocar à disposição do Exército o que for necessário para que possam estruturar e iniciar todos os serviços”, explicou Simplício Araújo.

Além do secretário Simplício Araújo, participaram da reunião Maria Edna e Leonardo Medeiros, técnicos da Caema; Fabrício Sousa e José Freire Junior, representantes do Exército; e técnicos da Seinc.