Grandes empresas apresentam ao Governo plano para apoiar pequeno varejo

Publicado em 16 de julho de 2020.

Governador Flávio Dino e secretário Simplício Araújo durante videoconferência com executivos de redes de varejo.

Representantes de oito empresas brasileiras apresentaram ao Governo do Maranhão as propostas do Movimento Nós, que busca apoiar pontos comercias do pequeno varejo na retomada das atividades econômicas, visto que o setor é um dos mais impactados pela crise decorrente da pandemia de coronavírus.

As companhias, todas do ramo de alimentos e bebidas, formataram um plano focando a execução de protocolos de saúde, disseminação de informações, facilidade de reabastecimento e fortalecimento da imagem do pequeno varejo. As ações serão aplicadas em bares, restaurantes, padarias e mercearias.

“Quero registrar a nossa acolhida à ideia. Achei altamente positiva, sobretudo porque os mais frágeis são aqueles que mais sofrem, e têm menos condições de se recuperarem”, afirmou o governador Flávio Dino.

Fazem parte do Movimento Nós as companhias Ambev, Aurora, BRF, Coca-Cola Brasil, HEINEKEN, Mondelēz International, Nestlé e PepsiCo. De acordo com Victor Bicca, diretor de relações governamentais na Coca-Cola, a estimativa é de beneficiar 10 mil pequeno-varejistas no Maranhão, preservando cerca de 30 mil postos de trabalho.

“Pensamos como poderíamos ajudar do ponto de vista da saúde e em ajudar o país na questão econômica. O canal que mais teve impacto foi o do pequeno varejo, que é muito importante para a gente. Optamos por trabalhar juntos e nos unimos de forma inédita no Brasil e no mundo. Somos concorrentes em pontos de venda, mas a causa é tão maior que resolvemos nos unir”, ponderou Victor Bicca.

As ações serão executadas em parceria com a Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (SEINC), gerida pelo secretário Simplício Araújo. Serão distribuídos kits com álcool em gel, máscaras e cartilhas com protocolos de saúde.

Além disso, os comerciantes terão acesso a informações para gerir negócios diante da crise, poderão adquirir os produtos com mais facilidade e farão parte de campanha institucional para revalorização da relação com o consumidor.