Simplício Araújo ressalta as ações do Governo na retomada do comércio

Publicado em 3 de setembro de 2020.

Simplício Araújo em entrevista ao Bom Dia Mirante, da TV Mirante (Foto – Divulgação).

As principais ações da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) antes e durante a pandemia do coronavírus (Covid-19) ganharam destaque durante entrevista concedida pelo secretário Simplício Araújo ao Bom Dia Mirante, da TV Mirante, na manhã desta quinta-feira (3).

O secretário falou sobre a retomada gradual do comércio, iniciada em junho, além de reforçar a importância dos diálogos para criação de debates relacionados aos protocolos sanitários para o retorno das atividades dos segmentos empresariais.

“Estamos vencendo essa quadra e vamos com toda a certeza continuar avançando e saindo disso um pouco melhor do que estávamos”, pontuou o secretário sobre a forma como o Governo do Estado tem enfrentado a atual crise sanitária, destacando o planejamento e a análise da retomada de cada setor considerando os indicadores epidemiológicos disponibilizados diariamente.

Simplício Araújo analisou também as diferenças, e portanto as várias estratégias buscadas pela Seinc, nas cadeias produtivas do Maranhão, com empresas enfrentando crises no funcionamento de atividades e, ao mesmo tempo, segmentos, como no caso da construção civil, com alta na vendas (cimento e telha, por exemplo).

“[As respostas que precisamos dar à sociedade] devem ser maiores que as respostas que tínhamos até fevereiro e março deste ano. (…) Estamos diante de todo um novo momento e um novo planejamento para saber como vão inserir na educação aqui no Maranhão pessoas que não tem um tablet, um notebook, um computador em casa e precisam […] para continuar se educando”, reforçou o secretário, sobre as atuais questões da educação no Estado.

Além dos pontos citados, o secretário apresentou outros dados sobre a atual situação econômica do Maranhão e os planejamentos futuros da secretaria.

Seinc no combate à pandemia

No combate à Covid-19, a Seinc viabilizou diversas ações, como a entrega de 187 respiradores, a arrecadação de mais de R$ 20 milhões em doações para a saúde do Maranhão e a participação da classe empresarial na doação de máscaras, termômetros, álcool 70 e em gel, testes rápidos e serviços gratuitos para profissionais de saúde locais.