“Cidade Empreendedora”: parceria entre Governo do Estado e Sebrae vai estimular empreendedorismo em mais de 50 municípios maranhenses

Publicado em 6 de abril de 2021.

Aumentar o número de empresas formalizadas em mais de 50 munícipios maranhenses. Esta é a proposta do “Cidade Empreendedora”, programa que será lançado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Industria, Comércio e Energia do Maranhão (Seinc) e do Serviço de Apoio as Micros e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae).

O programa, que será realizado com um aporte de R$ 5 milhões coordenado pela Seinc, prevê o aumento do número de empresas formalizadas nos 51 munícipios estabelecidos, a redução do tempo de abertura e licenciamento dos pequenos negócios e a expansão da participação dos pequenos negócios no volume de compras governamentais.

Dividido em cinco eixos, o “Cidade Empreendedora” objetiva simplificar e desburocratizar os procedimentos de abertura e fechamento de empresas, assim como facilitar a criação de oportunidades de negócios, estabelecendo condições favoráveis ao empreendedorismo, com foco em elevar os indicadores de qualidade de vida e em incrementar a produção de conhecimento e informações.

Os eixos são divididos em: Gestão Municipal; Atores do Desenvolvimento; Desburocratização; Sala do Empreendedor; e Compras Governamentais.

“Por meio da Seinc e com uma gestão pautada no empreendedorismo, o programa ‘Cidade Empreendedora’ irá fornecer as ferramentas necessárias para ampliar o desenvolvimento que tanto o Sebrae quanto o Governo do Maranhão têm possibilitado ao país”, afirmou o secretário da Seinc, Simplício Araújo, ao acrescentar que, dentro do programa, diversas pautas serão abordadas, indo da liderança à gestão municipal, do acesso a mercados ao turismo, do agronegócio à inovação.

Para o secretário, a parceria entre Estado e Sebrae fortalece o diálogo entre as entidades e reforça a luta contra a crise econômica, social e sanitária vivida no país. “O Cidade Empreendedora integra nosso planejamento estratégico em estabelecer vias eficientes para superar as crises que estamos vivendo e acelerar a retomada da economia por todo o Maranhão”, analisa Simplício Araújo.

“Temos orgulho de ter apostado em uma solução inovadora, e estarmos entre os estados pioneiros da iniciativa que, a partir de 2021, tornou-se estratégia prioritária do Sistema Sebrae em todo o país. Acreditamos muito no poder do empreendedorismo para transformar positivamente realidades e multiplicar oportunidades de crescimento e é esse cenário que queremos ver multiplicado no estado do Maranhão, com o apoio e suporte indispensável do Governo do Estado do Maranhão, que também defende e trabalha por um Maranhão Mais Empreendedor e Sustentável”, acrescenta o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, Albertino Leal.

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Maranhão, Raimundo Coelho, o programa reforça a missão do Sebrae como entidade que acredita no desenvolvimento local por meio do empreendedorismo.

“O Cidade Empreendedora é uma estratégia de desenvolvimento baseada no empreendedorismo, que permite aos municípios contar com toda a expertise e portfólio de soluções do Sebrae em prol de criar um ambiente mais favorável aos pequenos negócios locais, gerar mais oportunidades de emprego, renda e futuro sustentável”, enfatiza Coelho.

Cadeias Produtivas

As cadeias produtivas alcançadas pelo programa são: Carne, Leite, Álcool, Açúcar, Mandioca, Turismo, Aquicultura, Grãos, Cana, Avicultura, Fruticultura, Energia, Têxtil, Gesso, Rizicultura e Capinocultura.

Piloto

O formato piloto do Programa Cidade Empreendedora foi aplicado no Maranhão no ciclo 2019 – 2020, desenvolvido em 12 municípios do Estado: São Luís, Imperatriz, Bacabeira, Colinas, Cururupu, Governador Edson Lobão, Grajaú, Guimarães, Matinha, Pastos Bons, Santa Rita e Vitória do Mearim.

A estratégia, agora nacionalizada pelo Sebrae, já havia sido implantada em outros Estados, todos com resultados positivos – entre eles, estão Santa Catarina, Bahia e Mato Grosso.