Energia Renovável

O Maranhão, por sua posição geográfica, constitui-se como um dos estados mais promissores na geração de energia limpa, com baixo impacto sobre o meio ambiente, apresentando grande potencial energético a partir de fontes solar, eólica, biomassa e maremotriz.

O Estado é auto suficiente em energia, desenvolve as cadeias produtivas e investe cada vez mais em tecnologia e conhecimento.

Biomassa

O Maranhão desenvolve projetos de pesquisas sobre energia de biomassa, como exemplo, a geração de energia de biomassa pela empresa Suzano Papéis e Celulose de 354MW, no município de Imperatriz, sendo uma fonte renovável, que compõe a matriz energética do estado, com aproveitamento do potencial existente e com baixos impactos ambientais.

O Brasil tem insolação elevada, alta produtividade agroflorestal e uma base industrial que, em parte, depende do uso de biocombustíveis. Segundo o Balanço Energético Nacional – BEN, as biomassas (madeira e cana) respondem por 27% da energia primária do Brasil, a maior parte destinada a uso industrial.

Energia Maremotriz

Energia maremotriz, ou energia das marés, é o modo de geração de energia por meio do movimento das marés. Dois tipos de energia maremotriz podem ser obtidos: energia cinética, das correntes devido às marés, e energia potencial, pela diferença de altura entre as marés alta e baixa.

Assim, respeitando o ciclo das marés e após a construção de um tipo de barragem com comportas e turbinas hidráulicas, há a formação de um reservatório junto ao mar que, quando a maré é alta, é preenchido e rotacionado por uma espécie de turbina hidráulica, que proporciona a produção de energia elétrica. Se a maré está baixa e a água deixa o reservatório, mesmo assim a energia elétrica é produzida.

No Brasil, as maiores amplitudes de marés encontram-se na costa norte. Estudos científicos, realizados ainda na década de 80, revelaram alguns locais potencialmente favoráveis à exploração da energia maremotriz. No estado do Maranhão, apenas no litoral, estimou-se um potencial disponível acima de 8 GW.

Estudos apontaram, ainda no Maranhão, duas áreas potenciais de maremotriz, internacionalmente conhecidas pelo meio acadêmico: a Baía de Turiaçu, que apresenta um dos maiores potenciais maremotrizes do litoral brasileiro, mais de 3,4 GW de potencial disponível e é uma região riquíssima em estuários, além de apresentar marés de até 7m (propícias para este tipo de exploração energética), e o Estuário do Bacanga, situado na cidade de São Luís. O estuário do Bacanga possui condições propícias para exploração da energia das marés e a Universidade Federal do Maranhão – UFMA, desenvolve pesquisas e projeto piloto de exploração de energia maremotriz.

Energia Solar

No Brasil, a região Nordeste apresenta índices de irradiação solar acima de 2.000 kWh/m²/ano e o Maranhão, que em extensão territorial ocupa o segundo lugar do nordeste e oitavo do território nacional, apresenta média de 5,5 kWh/m²/dia.

A SEINC desenvolveu um projeto de geração de energia solar para atender a pequenas agriculturas de irrigação (agricultura de subsistência, casa de farinha, produção de peixes, frangos, frutas, legumes etc). Foram implantados dois projetos contemplados pelo Programa URP’s do Agropolo da Ilha, com previsão de implantação de novos projetos em 2017 e 2018.

Energia Eólica

Situado na região equatorial, o Maranhão, com incidência dos ventos alísios, que apresentam maior regularidade, tem significativo potencial energético para a geração de energia eólica. Atualmente, contamos com a implantação de parques eólicos na região de Paulino Neves, com capacidade inicial instalada de 220MW, com previsão de operação a partir de set/2017.

Considerando o grande potencial eólico da região, estão previstos novos parques eólicos nos municípios de Barreirinhas, Água Doce e Tutóia.

Hidráulica e Térmica

O estado possui 4 usinas com capacidade total de 1.428 MW, utilizando gás natural; 2 usinas com capacidade de 330 MW, utilizando óleo combustível; 1 usina com capacidade de 360 MW, utilizando carvão mineral; 1 usina com capacidade de 354 MW, utilizando biomassa, e uma usina hidráulica com capacidade de 1.092 MW