Site internacional analisa importação de seringas e destaca posição da Seinc

Publicado em 8 de janeiro de 2021.

O secretário Simplício Araújo (Foto – Arquivo Seinc).

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, em entrevista ao site internacional Associated Press News (AP), publicada nessa quarta-feira (5), destacou sobre a importação de seringas para facilitar no combate ao coronavírus.

Durante a entrevista, o secretário abordou a crise sanitária vivida em todo o país e a necessidade de ações rápidas para garantir assistência à população.

“Quanto mais rápido nos prepararmos, mais chances teremos de assinar um contrato de vacina e de seringas. (…) Estamos construindo um Plano B”, pontuou o secretário.

A reportagem analisa a decisão do Ministério da Economia em cancelar temporariamente os impostos de importação de seringas e destaca a posição adotada pelo Estado do Maranhão em buscar novas estratégias para o início do processo de vacinação. “Eliminar os impostos não significa que ela estará disponível no mercado”, disse Simplício Araújo à Associated Press.

Respiradores

A publicação destaca, também, a operação articulada pelo Governo do Maranhão por meio da Seinc e empresas do estado para efetuar a compra de 187 respiradores vindos da China, em abril de 2020.

Desde o início da pandemia, foram arrecadados mais de R$ 20 milhões em doações para a saúde do Maranhão, com entrega de máscaras, termômetros, álcool 70 e em gel, testes rápidos e serviços gratuitos para profissionais de saúde locais.