Seinc e Eneva avançam para implantar Terminal de GNL no Maranhão

Publicado em 22 de novembro de 2021.

Com o apoio do Governo do Maranhão, a Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e a empresa Eneva têm investido no uso do gás natural produzido no Estado. Agora, um novo passo foi dado nesta parceria: a implantação de um terminal de (gás natural liquefeito) GNL no Porto do Itaqui (ou imediações), em São Luís.

Recentemente, a Eneva anunciou a assinatura de um acordo de cooperação com a Servtec Investimentos e Participações para avaliação de desenvolvimento de um terminal de gás natural liquefeito.

A previsão é que as empresas montem uma joint venture na qual a Eneva teria 51% do total de ações e a Servtec deterá os 49% remanescentes. Em nota, a Eneva afirmou que a decisão final de investimento no terminal está condicionada “à conclusão das avaliações e à obtenção das devidas licenças e autorizações para a implantação do projeto”.

O secretário Simplício Araújo, da Seinc, pontuou que o Governo do Estado segue atuando juntamente a Eneva objetivando o aumento da oferta de gás no Maranhão.

“Ao longo da nossa gestão, temos realizado importantes diálogos com a Eneva, sempre pensando na expansão da cadeia produtiva do gás no Estado. Esse anúncio feito pela empresa e pela Servtec demonstra que estamos no caminho certo, rumo a um maior desenvolvimento do Maranhão”, pontuou o secretário.

De acordo com o anúncio da Eneva, o acordo de cooperação prevê, ainda, o direito de exclusividade até 30 de dezembro de 2022 – após tal data, de primeira recusa até 30 de dezembro de 2023, será liberado à empresa para desenvolver, gerenciar e explorar o terminal de GNL em conjunto com a Servtec.