Estudo aponta crescimento do PIB maranhense para 2022

Publicado em 4 de janeiro de 2022.

(Foto: Arthur Costa/Seinc).

Geração de empregos, renda e desenvolvimento. Esses são os eixos do trabalho executado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc). Mais um indicativo que esse trabalho está no rumo certo é que o Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão deverá crescer entre 2% e 3%, em 2022, de acordo com a MB Associados/4E Consultoria, com base em dados do Relatório Focus do Banco Central.

O Estado acompanha o ritmo de alta na projeção de crescimento do PIB para 2022 de outros estados do Nordeste, como Paraíba e Sergipe (maior que 4%), Rio Grande do Norte (entre 3% e 4%) e Ceará, Pernambuco e Alagoas (também entre 2% e 3%).

O secretário da Seinc, Simplício Araújo destacou a importância do dado para o Maranhão, ressaltando os esforços do Governo do Estado em gerar produtos e serviços em todas as regiões.

“Com gestão, planejamento e eficiência, temos garantido aos maranhenses emprego e renda. Dados como esse demonstram que quando o trabalho é feito de forma séria, é possível que o Estado retome seu desenvolvimento econômico. E este é o caminho do Maranhão”, disse o secretário.

Mais empregos

A política de atração de investimentos e apoio a empreendimentos tem garantido a geração de novos empregos, a abertura de novas empresas e impulsionado a economia e as cadeias produtivas do Maranhão.

Entre os meses de janeiro e novembro de 2021, o Maranhão gerou 41.567 postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Mais investimentos

Recentemente, a Seinc contribuiu para a retomada da produção de alumínio do Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar/Alcoa), em São Luís, com um investimento de R$ 400 milhões.

Outro importante investimento foi na cadeia de combustíveis com a implantação do terminal da empresa Raizen, além dos aportes na cadeia do gás, que tem se expandido no Maranhão.

“Semana passada, estivemos na Ambev para o anúncio de mais um importante investimento, da cervejaria Ambev que inaugurou sua nova linha de produção de latas, se tornando a fábrica mais moderna da empresa. Reflexo do nosso trabalho”, pontuou Simplício Araújo.

Também anunciado em dezembro, a construção ferrovia Balsas-Porto Franco, via VLI, terá um investimento de, aproximadamente, R$ 2,3 bilhões na construção do trecho de 230 quilômetros entre os municípios de Balsas e Porto Franco, com menos custos logísticos e maior eficiência e estímulo à economia.